O fisco está a notificar os concessionários das praias para pagarem IMI, uma cobrança contestada pela associação da restauração (AHRESP), que já pediu um parecer sobre esta cobrança a um escritório de advogados.

Nunca tinha acontecido, nem nos tempos da antiga contribuição autárquica, nem na era do IMI, que entrou em vigor em Dezembro de 2003, mas este ano, pela primeira vez, os concessionários de praia estão a ser notificados pelas Finanças para pagar IMI.

concessionários de praia

“Entendemos que os concessionários são usufrutuários do espaço e não  lhes pode ser cobrado IMI, mas pedimos parecer a fiscalistas”, explicou  José Manuel Esteves, director da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares  de Portugal, num encontro em Lisboa com jornalistas.

Fonte: Lusa